O Ministério do Turismo divulgou nesta segunda-feira (26), no Diário Oficial da União, a Portaria 271/2019 que trata da atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. No país são 2.694 cidades de 333 regiões turísticas. No Espírito Santo são 10 as regiões turísticas, que englobam 54 municípios. O Mapa do Turismo Brasileiro tem como meta principal qualificar os destinos e melhorar os serviços prestados aos turistas.

O Secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, explica que o mapa é um instrumento de ordenamento e auxilia tanto o Governo Federal, quanto os Estados no desenvolvimento das políticas públicas para o turismo. “Nossa equipe percorreu o Estado auxiliando para que cada município buscasse as adequações necessárias para fazerem parte do mapa. Esta foi uma das nossas primeiras ações de governo, empenhados em orientar e colaborar com todos”.

Nesta atualização, o Ministério do Turismo aumentou as exigências para que os municípios participassem do Mapa. Além de ter orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Turismo (Cadastur), foram critérios também que os municípios tivessem Conselho Municipal de Turismo, além de participarem de uma Instância de Governança Regional.

Entre os benefícios do Mapa do Turismo estão a categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. Além disso, ele subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística.

O período de atualização do mapa iniciou janeiro deste ano e o prazo final para envio de toda documentação para a Secretaria de Estado de Turismo (Setur) encerrou no dia 31 de maio. A atualização é feita a cada dois anos.

O novo Mapa do Turismo está disponível para consulta no site www.mapa.turismo.gov.br e conta ainda com a emissão de certificado digital para os municípios que o compõem. A certificação é uma maneira de comprovar que o município está inserido no Mapa e faz parte do rol de 2.694 destinos brasileiros que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.

Categorização dos Municípios Capixabas

Mapa do Turismo do Espírito Santo 2019

Região Turística Doce Terra Morena

Montanha –  Categoria D

Mucurici – Categoria D

Região Turística Pedras, Pão e Mel

Boa Esperança – Categoria D

Nova Venécia – Categoria C

São Gabriel da Palha – categoria D

Vila Pavão – Categoria E

Região Turística Doce Pontões Capixabas

Colatina – Categoria B

Governador Lindenberg– Categoria D

Mantenópolis – Categoria D

Pancas – Categoria D

São Domingos do Norte – categoria D

Região Turística do Verde e das Águas

Aracruz – Categoria B

Conceição da Barra – Categoria C

Linhares – Categoria B

São Mateus – Categoria B

Região Turística dos Imigrantes

Ibiraçu – Categoria D

Itaguaçu – Categoria D

Itarana – Categoria D

João Neiva – Categoria D

Santa Leopoldina – Categoria D

Santa Maria de Jetibá – Categoria D

Santa Teresa- Categoria C

Região Turística Montanhas Capixabas

Afonso Cláudio – Categoria D

Brejetuba – Categoria D

Castelo – Categoria D

Conceição do Castelo – Categoria E

Domingos Martins – Categoria B

Marechal Floriano – Categoria D

Vargem Alta – Categoria D

Venda Nova do Imigrante – Categoria C

Região Turística Metropolitana

Cariacica – Categoria C

Fundão – categoria C

Guarapari – Categoria B

Serra – Categoria B

Viana – Categoria D

Vila Velha – Categoria B

Vitória – Categoria A

Região Turística dos Vales e do Café

Cachoeiro do Itapemirim – Categoria B

Mimoso do Sul – categoria D

Muqui- Categoria D

Região Turística da Costa e da Imigração

Alfredo Chaves – Categoria D

Anchieta – categoria B

Iconha – Categoria D

Piúma – Categoria B

Região Turística do Caparaó

Alegre – Categoria C

Divino São Lourenço – Categoria E

Dores do Rio Preto – Categoria D

Guaçuí – Categoria C

Ibatiba – Categoria D

Ibitirama – Categoria E

Irupi – Categoria E

Iúna – Categoria C

Jerônimo Monteiro – Categoria D

Muniz Freire- Categoria  D

Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo.

Deixe um Comentário

Digitar os códigos aqui : *

Reload Image

dezessete + dezesseis =