Como estratégia para ampliar as coberturas vacinais para a 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e a 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores da Saúde contra o Sarampo, a Secretaria da Saúde (Sesa) prorrogou até o próximo 30 de julho o encerramento de ambas as campanhas.

A finalização das campanhas estava prevista para esta sexta-feira (03), mas os capixabas dos grupos prioritários terão mais de 50 dias para se proteger e garantir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde. A imunização ocorre em mais de 700 salas de vacinação em todo Estado.

A prorrogação da data foi encaminhada por meio de Nota Técnica Nº 17/2022 aos municípios capixabas, nesta quinta-feira (02). O objetivo é, de acordo com o Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Sesa, ampliar os esforços para o desenvolvimento de estratégias que visem a melhorar o desempenho da vacinação da população-alvo da campanha, na perspectiva de alcançar as metas preconizadas de coberturas vacinais.

Fazem parte dos públicos-prioritários para a Influenza crianças de 6 meses a menores de 5 anos; idosos; gestantes; puérperas; trabalhadores da saúde; indígenas; professores; pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Passageiros Urbano e de Longo Curso; trabalhadores portuários; Forças de Segurança e Salvamento; Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas; e pessoas em situação de rua.

Para a campanha contra o sarampo, os grupos a serem imunizados são crianças de seis meses a menores de cinco anos e trabalhadores da saúde.

Coberturas vacinais

Até o momento, a cobertura vacinal dos grupos com meta preconizada pelo Ministério da Saúde, de 90%, é: 56,10% para idosos; 47,27% para trabalhadores da saúde; 22,18% para gestantes; 12,46% para puérperas; 36,83% para crianças de 6 meses a menores de 5 anos; 10,68% para professores; e 31,83% para população Indígena.

Para Sarampo, com meta preconizada de 95%, a cobertura atual no Estado para crianças de 6 meses a menores de 5 anos é de 33,04%.

Fonte: Governo do ES

Deixe um Comentário

Digitar os códigos aqui : *

Reload Image

13 + catorze =