Mãe-d’água, água-viva e caravela: conheça as espécies e o que fazer em acidentes

A alta temporada tem levado a um aumento do número de casos de acidentes envolvendo banhistas e águas-vivas nos litorais brasileiros. O fenômeno teve um crescimento nas praias da região Sul do Brasil, de acordo com estudo publicado na Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Um levantamento do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul utilizado no estudo contabilizou mais de 254 mil envenenamentos em dois verões consecutivos, em todo o Estado. De acordo com Renato Nagata, biólogo marinho da Universidade Federal do Rio Grande (Furg), o aumento se dá pelo pico populacional desses animais coincidir com o período de verão na região. “Em outras regiões do Brasil, algumas dessas espécies ocorrem em outras épocas do ano, e por isso não geram essa quantidade de acidentes”, explica. O pesquisador, que também realizou pesquisas no Centro de Biologia Marinha (Cebimar) da USP, avalia que o grande número de registros também se deve “à boa coleta de dados realizada pe…
Read more
  • 0